Nosso roteiro em Londres - Dia 4 - Museu Marítimo, Royal Observatory Greenwich e House of MinaLima

Em nosso quarto dia em Londres, fomos visitar o hemisfério oriental do Globo Terrestre! Como?? Fomos conhecer o Observatório Real de Greenwich e o Meridiano de Greenwich.


Telescópio no Royal Observatory Greenwich.
Telescópio no Royal Observatory Greenwich.

Como estávamos hospedados ao lado da London Eye, fomos caminhando até o pier do Uber Boat para irmos até o Royal Observatory Greenwich, assim passearíamos também pelo Rio Tâmisa. É bom dar uma olhada no site do Uber Boat para ver os horários do barco para não ficar a ver navios (hehehe, não poderia perder o trocadilho, mas é porque ele não funciona 24h). 


Uber Boat - Boarding Point 3
Esperando o Uber Boat no Pier da London Eye, de onde dá pra ver o prédio do Parlamento e a Elizabeth Tower, onde fica o Big Ben.

Nosso Oystercard não funcionou, mas acredito que seja porque estávamos com o travelcard de 7 dias que não inclui a viagem de barco. Tive que pagar usando o cartão contactless e foi um pouco chato porque tem que ser um para cada passageiro (minha sorte que tenho alguns cartões instalado no Samsung Pay). E você passa o cartão quando entra e depois quando sai, para que então seja feita a cobrança certinha do trecho percorrido. Comprando no pier acabamos pagando £11,20/adulto + £5,60/criança, mas poderíamos ter comprado o tíquete familiar por £22,50, no entanto não nos alertaram disso já que a bilheteria estava fechada e passamos pelo cobrador normal ao entrar no barco...


Uber Boat
Nosso Uber Boat vindo.

O barco vai vazio, passando por todos os píeres até Greenwich, mas ele dá um bom estirão entre a Torre de Londres e o Canary Wharf. Nos sentamos a frente para poder apreciar o passeio, que levou pouco menos de uma hora.


Interior do Uber Boat
O Uber Boat vai bem vazio, e lá dentro tem uma pequena lanchonete.

Interior do Uber Boat
As poltronas são confortáveis.

A Tower Bridge vista do Rio Tâmisa.
A Tower Bridge vista do Rio Tâmisa. 

píer de Canary Wharf.
Chegando no píer de Canary Wharf.

Greenwich Pier.
Greenwich Pier.

Fomos andando sem pressa por Greenwich, passando pelo Cutty Sark, mas sem visitá-lo. Mas ao chegar no Museu Marítimo Nacional optamos por conhecê-lo, até porque a entrada é gratuita ;) . Este museu é muito interessante, a parte do mezanino tem um mapa-mundi no chão e as crianças podem explorá-lo com barcos (com rodinhas) pelo mundo. É bem legal já mostrar os meridianos e todo o contexto até porque logo mais elas iriam conhecer o principal deles. Também é possível aprender sobre a história das batalhas navais na era napoleônica (Batalha de Trafalgar). Ficamos umas 2h no museu, aproveitamos para sentar na área aberta do restaurante para comermos os biscoitos que havíamos levado para encaramos a caminhada que teríamos (e já era meio-dia).


Museu Marítimo Nacional, Londres
Chegando no National Maritime Museum.

National Maritime Museum
Mapa-mundi para as crianças explorarem com seus barcos e suas rotas comerciais imaginárias.

Museu Marítimo Nacional, Londres
Peças que contam a história da exploração do mar.

Museu Marítimo Nacional, Londres
Réplica de barco polinésio.

Nelson's clothes
Traje que o Almirante Horatio Nelson usava durante a Batalha de Trafalgar que resultou em sua morte.


Booking.com


Saindo do Museu, seguimos caminhando pelo Parque de Greenwich e para o observatório sobe-se uma pequena colina. A vista de lá é muito bonita, como Londres fica mais baixa é possível ver toda a cidade.


Greenwich Park
A caminhada no parque é gostosa e coberta pelas árvores.

Subindo a colina para o Observatório Nacional.
Subindo a colina para o Observatório Nacional.

Royal Observatory Greenwich
Subindo um pouco mais o visual vai ficando ainda mais bonito.

Compramos o ingresso para o Observatório Real (£16/adulto e £8/criança de 4 a 15 anos) no local e optamos em não comprar para o planetário, porque tem que pagar mais £16 e o céu estava encoberto. O Observatório Real de Greenwich foi fundado pelo Rei Charles II em 1675 para melhorar a navegação e estabelecer medidas de longitude usando a Astronomia. O Astrônomo John Flamsteed foi o primeiro Astrônomo Real.


Time Ball no Royal Observatory Greenwich
O Royal Observatory Greenwich e a Time Ball (a bola vermelha que marca o horário das 13h).

Relógio Shepherd é o primeiro relógio elétrico a mostrar o tempo de Greenwich (e ele fica do lado de fora do Observatório). Isso chamou atenção do Astrônomo George Airy, que viu a possibilidade de transmitir o horário preciso para toda malha ferroviária inglesa. O relógio foi instalado no observatório e ele determinava a hora exata da queda da bola vermelha (Time Ball) que marca a hora para os barcos no Rio Tâmisa (ela sobe às 12h55 e cai exatamente às 13h). Antes desse sistema, cada cidade tinha um relógio de sol o que dava meia hora de diferença entre as vilas orientais e ocidentais do país.


Royal Observatory Greenwich
Relógio Shepherd que marca a hora no Royal Observatory Greenwich.

Conhecemos a Flamsteed House onde os astrônomos reais viviam e trabalhavam. Hoje funciona como um museu com os instrumentos que eram utilizados.


Flamsteed House.
Sala Octógona na Flamsteed House.

Adoramos também conhecer a Camera Obscura, onde você entra num pequeno cômodo do Século XVII e é possível observar a Museu Marítimo e o Colégio Naval, refletido na mesa branca, O funcionamento é bem similar a uma câmera fotográfica "pinhole", e isso possibilitava o estudo de eclipses sem precisar olhar diretamente para o Sol.


Royal Observatory Greenwich
A cidade de Londres vista da entrada da Camera Obscura, no Royal Observatory Greenwich .

Camera Obscura, Royal Observatory Greenwich
Um pedaço do Colégio Naval e do Museu Marítimo refletidos na mesa da Camera Obscura, veja na foto de cima se você consegue localizar onde está o foco da Câmera.

O Prime Meridian é um marco que fica no chão e super disputado para fotos, e desde o final do Século XIX ele divide a Terra em dois hemísferos: Oriental e Ocidental, e claro todos querem tirar a tradicional foto com um é de cada lado. Ele foi definido pelo Telescópio de Trânsito Circular Airy construído por George Biddel Airy e foi utilizado continuamente de 1851 até 1938.


Prime Meridian, Royal Observatory Greenwich
Nós no marco do Meridiano de Greenwich.

Nós ficamos pouco menos de 2h no Observatório, para então descermos a colina e irmos procurar um local para comer, e acabamos indo almoçar pizza no Franco Manca Greenwich, que demorou um cadinho, mas estava boa. Para as crianças uma pizza, com uma bebida e um sorvete de sobremesa foi £7,45 e para os adultos pedimos uma pizza de Muçarela (£8,35) para dividirmos e refrigerante (£3,35) para cada um.


Franco Manca Greenwich
Pizza de Muçarela no Franco Manca.

Franco Manca Greenwich
Franco Manca Greenwich.

Saímos dali e fomos conhecer o Greenwich Market e compramos algumas bijuterias. 


Greenwich Market.
Entrada para o Greenwich Market.

Greenwich Market.
Interior do Greenwich Market.

Mas a sobremesa veio do Dark Sugars Ice Creams. Uma delícia!! 


Dark Sugars Ice Cream Greenwich.
Delícias do Dark Sugars Ice Cream Greenwich.

Sorvete tomado, decidimos pegar o Trem DLR e o metrô Elizabeth para voltarmos para Londres na estação Cutty Sark. A volta de trem foi bem legal, mais rápida que o barco e por ser de superfície, pudemos ver o Canary Wharf e outras regiões ao norte do Rio Tâmisa.  Descemos no Tottenham Court Road e fomos até a House of MinaLima, a loja dos ilustradores dos filmes Harry Potter, sendo o Eduardo Lima, um dos fundadores, brasileiro.


Na House of MinaLima pegamos uma pequena fila para entrar e conhecer. A loja é recheada de referência de Harry Potter e outros contos, e obviamente não resiste e comprei alguns souvenirs (porque livros e etc em Libras não tô podendo rs). Se você quiser, eles enviam pelos correios para o mundo todo (mas eu não tenho nem ideia do custo disso). Se você quiser visitar, atente para o horário porque eles fecham cedo.


House of MinaLima em Londres.
House of MinaLima em Londres.

House of MinaLima em Londres.
House of MinaLima em Londres.

House of MinaLima em Londres.
O mapa do Maroto no chão da House of MinaLima em Londres.

House of MinaLima em Londres.
House of MinaLima em Londres.

House of MinaLima em Londres.
House of MinaLima em Londres.

Na volta fomos para a Regent Street para pegar o ônibus (12 ou 453) de volta para o hotel, mas estava com uma interdição na rua para obras e não havíamos nos atentado... Tivemos que andar até a Great Castle St para podermos pegar o ônibus que deu uma volta ao mundo para chegar ao nosso destino final. Decidimos jantar no hotel mesmo.


Broadwick Street, Londres
Fachada em um dos prédios da Broadwick Street.

O dia foi cheio, mas faria tudo de novo!!


Outros dias:

Dias 0 e 1 - Chegando em Londres, Kensington Palace, Hyde Park e Oxford Street.

Dia 2 - British Museum, Leicester Square (M&M's World) e Piccadilly Circus (Hard Rock Cafe London)

Dia 3 - Torre de Londres, Borough Market, Millenium Bridge, St. Paul's Cathedral e Leandenhall Market

Dia 4 - Museu Marítimo, Royal Observatory Greenwich e House of MinaLima

Dia 5 -  Westminster Bridge, Big Ben, Museu de História Natural

Dia 6 - Scotland Place, Horse Guards Parade, Westminster Abbey, Buckingham Palace e London Eye

Dia 7 - Bank of England, King's Cross Station e Notting Hill

Resumo de roteiro completo: Londres - voltando a viajar pós-pandemia - nosso roteiro resumido


Nosso roteiro em Londres - Dia 4 - Museu Marítimo, Royal Observatory Greenwich e House of MinaLima
Salve esse pin em seu Pinterest.

Nosso roteiro em Londres - Dia 4 - Museu Marítimo, Royal Observatory Greenwich e House of MinaLima
Salve esse pin em seu Pinterest.

Nenhum comentário

Reserve seu hotel

Booking

Seguros de viagem

Banner 2
Use EAIFERIAS15 para ter 15% de desconto no Seguros Promo

Aluguel de carro