Roteiro de 5 dias em Roma

Roma não é lugar para poucos dias! Roma, apesar de todos os pesares que já contei no post Roma - Quando a primeira impressão é a que fica, é uma cidade de milhares de ano de vida que precisa acertar uns pormenores, como qualquer lugar, mas que merece que seja conhecida e não apenas vista, ou ser apenas um carimbo a mais no seu passaporte.

Roma vista a partir da cúpula da Basílica de São Pedro.
Roma e sua imensidão de prédios e lugares históricos.

Para a nossa ida para Roma, nós separamos 5 dias para conhecer a cidade e mesmo assim muita coisa foi deixada para trás. Vou deixar aqui nosso roteiro de viagem para que você tenha uma ideia do que fizemos e possa, quem sabe, adaptar para sua viagem para Roma.

Se você gosta de misturar ficção com realidade, e já leu Anjos e Demônios de Dan Brown, aproveito para deixar aqui a dica desse roteiro que montei para que você possa reviver toda a história estando nos belos cenários onde a narrativa se passa. Aproveite para apreciar cada detalhe, não só desses lugares, mas de toda Roma.


Primeiro dia em Roma

Como nós chegamos em Roma vindos de Zurique na madrugada voando Vueling, deu para descansar um pouco, mas mesmo assim não dormimos até muito tarde não para não perder o café da manhã de nosso hotel e ainda podermos aproveitar a cidade.

Saímos de nosso hotel às 10h e fomos andando até a Basílica de Santa Maria Maggiore, esta igreja foi construída em 432 d.C. e fica no Monte Esquilino. Seu Arco Imperial onde fica o Altar-mor é fantástico, aliás toda a igreja impressiona pela sua grandiosidade e detalhes. Abaixo deste alta-mor está a "Cripta da Natividade" (ou "Cripta de Belém") que abriga um relicário de cristal  construído para proteger a madeira da manjedoura onde nasceu Jesus, no entanto os fragmentos foram transferidos para o oratório abaixo do altar da Capela Sistina, no Vaticano.

Saímos da Basília e fomos almoçar num pequeno restaurante a caminho do Foro Romano. Pedimos uma salada caesar e um suco, já que o calor estava de matar, mas não curti muito não =(. Seguimos então andando até o Coliseo, mas paramos antes no ponto de compra do Roma Pass (no Roma Tourist Information) para garantir nosso passe para as atrações que iríamos.

Chegamos ao Coliseu por volta das 13h e o sol estava rachando qualquer cuca que ousasse aparecer na rua. Sério! Leve uma garrafinha de água para aproveitar as várias bicas que tem pelo caminho, você vai precisar! Entramos no Coliseu rapidamente, sem enfrentar filas já que estávamos com o passe já em mãos. O lugar é gigantesco e com uma energia (não tão boa) enorme. Para os mais sensíveis, esteja preparado. Aproveite o lugar para apreciar a redondeza. (No entanto fui fazer isso e acabei vendo um assalto 😖).

Coliseu, Roma.
Interior do Coliseu.

Seguimos então para o Palatino, passamos pelo Arco di Constantino, e tentamos conhecê-lo e acabamos nos perdendo um pouco hahahaha. Esticamos até a parte mais perto do Circo Massimo para poder avistá-lo do alto. Tentamos explorar o Foro Romano, mas não deu... O Sol foi cruel naquela tarde. Cada sombrinha que a gente achava a gente sentava e descansava. Saímos de lá às 16h30 e o sol ainda estava pegando. Como havíamos andado para caramba em Zurique no dia anterior e neste dia também abusamos, meus pés estavam em petição de miséria e tive que apelar para o ônibus e tentar encontrar um sapato confortável para continuar a viagem.

Fomos na Via del Corso, conhecida por ter várias lojas de grife. Tentamos a Zara, mas não encontrei nada confortável. Encontrei uma sandália na Timberland e já foi um pelo refresco!! Deu até para dar uma esticada na Disney Store (que claro não deixei passar e trouxe bonecas para as meninas e várias coisas baratinhas que encontrei - 3 caderninhos fofos por €8, garrafinha de alumínio térmica por €5, só para você ter ideia dos preços).

Voltamos para nosso hotel de ônibus e antes de subirmos decidimos jantar no lugar que o Tony, o simpático recepcionista do hotel nos indicou: o Ristorante Terme di Diocleziano. Foi uma delícia, até porque nossas companheiras de mesa era dos Estados Unidos e a filha trabalhou no Disney World por vários anos e ficou nos mostrando fotos dela caracterizada. Claro que amei!!

Ao final deste dia, segundo o contador de passos do celular, nós andamos 14,35km! Tem noção?


Segundo dia

Neste segundo dia acordamos bem cedinho para ir conhecer o Vaticano. Como já escrevi o roteiro de um dia no Vaticano, deixo o link para você ver mais detalhes por lá. Nós conhecemos os Museus Vaticanos, a Capela Sistina, a Necrópoles Vaticana e a Basílica de São Pedro. Só não deu tempo de ver os Jardins e a parte dos carros.

Basílica de São Pedro, Vaticano
Interior da Basílica de São Pedro.

Depois de termos ido ao Vaticano, nós fomos jantar no Ristorante Strega, pertinho de nosso hotel também.

Para você ter ideia do quanto se anda no Vaticano, neste dia andamos 16,53km!!


Terceiro dia

Nosso terceiro dia em Roma não foi nada light, tanto que andamos 18km cravados!! Nós pegamos ônibus na Termini para irmos para a Galleria Borghese, que havíamos agendado logo pela manhã e usamos o nosso Roma Pass lá também. A galeria possui peças de vários artistas renomados e você fica boquiaberto com as esculturas de Bernini, as pinturas de Rafael, Botticelli, Caravaggio, e vários outros. É simplesmente fantástico! Ficamos lá nosso horário todo (você tem apenas 2h para conhecer toda galeria) e descemos uma parte dos jardins do Parque Villa Borghese para pegarmos outro ônibus para irmos até a Piazza del Popolo para irmos na Basílica Santa Maria del Popolo e conhecer a Capela Chigi, citada no Livro Anjos e Demônios.

 O Rapto de Proserpina, exposta na Galleria Borghese.
Uma das esculturas de Bernini: O Rapto de Proserpina, exposta na Galleria Borghese.

Então decidimos pegar o metrô na estação Flaminio e descer na Spagna para irmos para a Piazza di Spagna. Dava para ir a pé? Dava. Os pés estavam aguentando? Não!!! rs Tiramos algumas fotos pela praça e não aguentamos subir um só degrau das Escadarias da Scalinata di Trinità dei Monti. Estávamos com sol a pino e realmente o corpo já estava pedindo arrego rs.

Voltamos para o metrô e descemos na estação Barberini e almoçamos uma bela pizza e um gelato maravilhoso no White Café. Com as energias um tico renovadas, descemos então para a Fontana di Trevi, que apesar de lotada, impressiona pela sua grandiosidade.

Então descemos um pouco mais para chegamos no Panteão. Que lugar lindo e que construção surpreendente!!

Seguimos andando na direção da Piazza Navona, mas antes paramos na Igreja San Luigi dei Francesi, onde há as belíssimas pinturas Sao Matteo e l'angelo e La vocazione di San Matteo de Caravaggio na Capella San Matteo.

E finalmente chegamos na Piazza Navona para conhecer a Fontana dei Quattro Fiumi citada no livro de Dan Brown. Ali aproveitamos para conhecer também a Igreja Sant'Agnese in Agone para ver a escultura de Santa Inês em Chamas de Ferrata. Poderíamos ter esticado para o Palazzo Pamphili, onde fica a embaixada brasileira, mas confesso que deu preguicinha.

Como quem tá na chuva é pra se molhar e este era o último dia para usar o Roma Pass, nós esticamos até o Castelo Sant'Angelo, sob ligeiros protestos da minha amiga, mas que logo cedeu rs. Passamos pela Ponte dos Anjos e seguimos para conhecer o Castelo. Nós já estávamos nos arrastando, mas deu para conhecer o castelo devagar e sempre.

Castelo Sant'Angelo, Roma, Itália
No último andar do Castelo Sant'Angelo.

Finalmente pegamos o ônibus e partimos para  jantar, onde repetimos o Ristorante Strega do dia anterior e finalmente podermos esticar os ossos após esse longo dia.


Quarto dia

Sem Roma Pass esse dia era para decidirmos na hora o que fazer. A ideia ainda no Brasil era irmos para Assis ou para Nápoles, mas ainda bem que não compramos as passagens, não teríamos forças! Aliás, optamos por dormir até tarde e tomamos café quase na hora de terminar. Deixe a minha amiga no hotel e fui até o carrefour express do lado do hotel para comprar uma massa para trazer para casa.

Fomos a Termini ver se daria tempo para ir para Nápoles, mas as passagens estava caríssimas na hora (€99 para ida e volta) para aproveitarmos apenas algumas horas na cidade... Até pensamos em alugar carro, mas eu esqueci a PID no hotel (na Itália ela é necessária) e não sabia onde iria estacionar o carro para o pernoite, até porque esse povo dirige feito louco em Roma!! Quanto já estávamos desistindo, vimos esses guias que vendem pacotes de viagem e optamos em ir para Tivoli, a 30 minutos de Roma, mas que a excursão só saíria às 14h.

Como teríamos que enrolar, fomos andar a esmo. Acabamos entrando na Igreja Santa Maria degli Angeli e dei Martiri, onde estava tendo um funeral e não pudemos explorar muito (só fui reparar que era um funeral quando vi o rabecão parar na porta da igreja). Passamos pela Fontana dei Mosè e visitamos a Igreja de Santa Maria della Vittoria, também citada no Livro Anjos e Demônios, mas que estava fechada para almoço do padre...

Então decidimos comer uma pizza no Caffe Delle Terme (Via Vittorio Emanuele Orlando, 82) ali mesmo.

Como ainda tínhamos um tempinho, optamos em conhecer o Museo Nazionale Romano antes de seguir para o ponto de saída da excursão. Foi uma visita rápida.

Finalmente fomos para o ponto onde o ônibus sairia e encontramos um bando de turista. A viagem durou uns 40 minutos até Tivoli e nosso primeiro ponto de parada foi a Vila Adriana e depois fomos até a Villa d'Este. Foi interessante, mas achei corrido. Confesso que ter alugado carro e ido por conta talvez teria sido uma melhor opção.

Vila d'Este, em Tivoli.
Jardins da Vila d'Este, em Tivoli.

Pela noite, nós fomos jantar no La Matriciana (Via del Viminale, 44), que estou devendo a resenha. Assim que fizer coloco aqui o link!!

Ao final desse dia, o contador de passo acusava: andamos 15,2km!!


Quinto dia

Nosso último dia em Roma, esse sim foi mais light, afinal, teríamos que enfrentar o voo de volta com a Lufthansa, com escala em Frankfurt.

Aproveitamos para dormir até tarde e pedir late check-out, que nos foi dado mais 2h. 

Então aproveitei para ir de novo para a  Igreja de Santa Maria della Vittoria e vê-la aberta. 

Como haviam nos dado a dica, seguimos para a Kiko na Via Nazionale, 74, para comprar maquiagem. Posso dizer que a marca é muito boa, batons que duram e baratos, cheguei a encontrar baton a €1! Trouxemos delineador, lápis de olho, BB cream, e outras coisinhas.

Fomos almoçar no Alessio (Via del Viminale 2g) (faltou a resenha também!! Vou fazer e coloco o link aqui depois!). Ali fomos super bem atendidas, e a comida foi a melhor que comemos em Roma.

Voltamos para o hotel para fazer o check-out. Eu decidi ir para um SPA (Nora Thai, na Via Torino 150) e receber uma massagem para aplacar as dores nas pernas e foi maravilhoso!!!

Finalmente, voltei para o hotel para pegar a mala e o traslado para irmos até o aeroporto. Roma foi intensa, frenética, tensa, mas voltaremos com certeza!!

Abaixo, deixo o mapa com todos os pontos que visitamos nestes 5 dias e que foram citados aqui. Tenham uma ótima viagem!!

Nenhum comentário

Reserve seu hotel

Booking
Zarpo

Seguros de viagem

World Nomads Seguros de Viagem
Allianz Mondial Seguros
Banner 2 Use EAIFERIAS5 para ter 5% de desconto no Seguros Promo

Aluguel de carro

Ingressos para as principais atrações de Orlando

Trem na Europa

O melhor lugar para sua viagem de trem