Eurotrip 2017 - Itália - O que fazer em Roma?

Quando colocamos Roma no nosso roteiro, a gente já sabia que seria uma infinidade de coisas a fazer na cidade, mas não esperava tanto, só o Tripadvisor contabiliza mais de 900! Ok, a cidade já estava lá desde 800 a.C. e ainda mantém sua história ali, ao alcance de nossos olhos, coisas que os brasileiros ainda tem que aprender a fazer. Para o post de hoje, durante minha pesquisa pré-viagem reuni as principais atrações da cidade e claro, a cidade tem muito além do que vou registrar aqui. Juro que vou tentar ser sucinta!! rs

Roma, Lazio, Itália
Roma, onde o antigo e o novo se misturam. Fonte da Imagem: Pixabay.


Um pouco da história de Roma

A origem de Roma é discutida entre vários pesquisadores, e acredita-se que a cidade tenha sido fundada pelos Etruscos quando se instalaram na região por volta de 600 anos antes de Cristo. No entanto, há evidências arqueológicas de antes de 800 a.C. (encontrados no Fórum Boário - Sítio de Santo Omobono) e até mesmo presença humana datável de 14.000 anos atrás (com restos de cerâmicas, ferramentos e armas). Atualmente há um consenso de que a cidade nasceu através da agregação de várias aldeias ao redor, localizadas acima do Palatino.

A região sofreu forte influência de três povos: os latinos e sabinos (os primeiros habitantes de Roma), etruscos e gregos. A cidade cresceu às margens do Rio Tibre, no trecho navegável, o que facilitava o acesso até o mar Tirreno. Roma é uma das cidades mais antigas da Europa, sendo conhecida também como "A Cidade Eterna".

Existem várias lendas sobre a origem da cidade: a história de Rômulo e Remo (o nome Roma teria sido dado por Rômulo, o primeiro Rei da cidade) e de Saturno, que teria fugido para região (a palavra Lácio vem do grego "latio", que significa "refúgio", em referência à fuga de Saturno). 

Roma já foi capital do Reino de Roma, da República Romana e do Império Romana, sendo considerada também um dos berços da civilização ocidental. Hoje, Roma é a capital da Itália (desde 1871, quando tornou-se capital do Reino da Itália) e abriga mais de 2,7 milhões de habitantes, sendo a maior cidade italiana. Também é a única cidade no mundo que tem em seu interior um país inteiro: o Vaticano.


As principais atrações de Roma

Roma é um dos destinos turísticos mais tradicionais da Europa (apenas atrás de Londres e Paris), com vários tesouros arqueológicos, artístico e cultural. É impossível listar tudo que a cidade tem a oferecer em um único post, por isso reúno aqui as principais atrações.


Vaticano

Impossível não dar destaque para o país que existe dentro de uma cidade. O Vaticano é a sede da Igreja Católica e uma cidade-Estado soberana desde 1929, sendo o menor país do mundo. No Vaticano é possível conhecer:

  1. Praça da Basílica, onde fica a Basílica de São Pedro. 
  2. Basílica de São Pedro, com possibilidade de subir à cúpula, é o maior e mais importante edifício religioso do catolicismo. É classificada pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade. Entrada Gratuita.
  3. Capela Sistina, com seu teto pintado por Michelangelo entre 1508 e 1512 e o altar (cena do Juízo Final), também pintado por ele, mas entre 1536 e 1541.
  4. Museus do Vaticano, são várias galerias, com destaque para as Áreas Egípcias e Etruscas e a Pinacoteca. 
  5. Jardins do Vaticano, são jardins e parques que cobrem mais da metade do território do país.
  6. Necrópole do Vaticano, descoberto em 1949, sendo a base da Basílica, com escavações de 2 mil anos. A visita requer solicitação meses antes, pois apenas 250 pessoas são admitidas ali por dia, com guia (tem em português) e hora marcada. 
  7. Carriage Pavillion, com exposição das viaturas usadas pelos Papas.
Para visitar as atrações não gratuitas do Vaticano, é aconselhável comprar o tíquete online com antecedência para evitar fila no começo do dia, e os valores variam conforme as atrações que se deseja visitar e a forma. Vale lembrar que existe uma regra de vestimenta para visitar o Vaticano: são proibidas camisas sem manga, blusas decotadas, shorts, bermudas, saias curtas e chapéus. Além de claro, não pode entrar com comida, bebidas alcoólicas, objetos cortantes, malas e mochilas grandes.

Vai dormir onde? Já conferiu a seleção do Booking?



Coliseu e Foro Romano e Palatino

Também chamado de Anfiteatro Flaviano, o Coliseu é um anfiteatro oval , o maior já construído podendo abrigar entre 50 mil e 80 mil espectadores, feito em concreto e areia durante os anos de 72 e 80 d.C. Era usado para combates de gladiadores e espetáculos públicos. Deixou de ser usado na era medieval e mais tarde passou a ser usado como habitação, oficinas, sede de uma ordem religiosa, fortaleza, pedreira e santuário cristão. Em 2007 foi eleito como uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno por uma pesquisa na internet feita pela New Open World Corporation.

O Foro Romanum, localizado entre o Monte Palatino e o Monte Capitolino, é uma praça retangular circundado pelas ruínas de várias construções públicas, tendo sido o principal centro comercial da Roma Imperial. Onde também era realizadas cerimônias triunfais e de eleições, discursos, processos criminais e confronto entre gladiadores.

Mapa do Coliseu, Roma, Lazio, Itália
Mapa do Coliseu e do Fórum Romano e Palatino. Fonte da imagem: MAPaPLAN (clique na fonte para com maior resolução).
Um caminho de Procissão, a Via Sacra, cruza o Fórum Romano, ligando-o até o Coliseu. Até o final do Império, perdeu o uso diário, mas permaneceu como local sagrado.

Coliseu, Roma, Lazio, Itália
Coliseu. Fonte da Imagem: Wikimedia

Preço para as três atrações: €16/adulto, €4/crianças entre 6 e 17 anos. Áudio-guia €5,50.
Horário: diariamente, das 8h30 até uma hora antes do pôr-do-sol (variando entre 15h30 e 18h15), sendo que a bilheteria fecha 1h antes do término do horário de visitação.
Primeiro Domingo do Mês a entrada é gratuita.
Endereço: Piazza del Colosseo


Panteão

Construído durante o reinado do Imperador Augusto (27 a.C. - 14 d.C) e reconstruído pelo Imperador Adriano (117 - 138), é um templo romano. Com planta circular com grandes colunas suportando um frontão, o prédio possui a maior cúpula de concreto não reforçado do mundo, com 43,3m de altura entre o óculo e a circunferência interior. O Panteão vem sendo usado como uma Basílica Menor da Igreja Católica dedicada à Santa Maria e os Mártires. Ali está o túmulo do pintor Rafael.
Endereço: Piazza della Rotonda.
Entrada Gratuita
Horário: Segunda a Sábado: 9h às 19h30; Domingo das 9h às 18h; Feriados das 9h às 13h.

Quer passeios em Roma? Confira a programação do Viator.


Fontana di Trevi

É a maior (26m x 20m) fonte barroca da Itália. A antiga fonte situava-se no cruzamentos e três estrada (tre vie), marcando o ponto final de um mais antigos aquedutos de Roma: Acqua Vergine. Em 1629, o papa Urbano VIII encomendou a Bernini alguns desenhos para uma nova fonte, mas com a morte do Papa, o projeto foi abandonado. Bernini reposicionou a fonte para o outro lado da praça, mas o projeto foi abandonado. Apenas em 1762 a fonte ganhou seu aspecto final, depois de várias obras promovidas por Nicola Salvi, finalizada então por Giuseppe Pannini.

A fonte foi restaurada em 1998, quando também recebeu bombas para melhorar a circulação da água; e em 2015, recebeu um sistema para evitar que a água escorra sobre as esculturas.
Endereço: Piaza di Trevi,


Circo Massimo

O Circo Massimo fica no vale entre o Monte Palatino e o Monte Aventina, e era usada para jogos e entretenimento pelos reis etruscos, 200 anos antes de Cristo. Foi restaurado entre 2009 e 2016, e as escavações mostram hoje algumas partes do hemiciclo com arcos onde ficava a arquibancada, antigas bodegas e atividades comerciais para o público que assistia os jogos.

Funciona de terça a sexta entrada a grupos acompanhados por reserva através do 060 608. Sábados e Domingos das 10h às 16h, com última entrada às 15h
Ingresso: €5
Endereço: Piazza di Porta Capena


Termas de Caracala

Construídas entre 212 e 217, durante o governo do Imperador Caracala, são exemplos das grandes termas imperiais daquela época. Atualmente é possível conhecer parte de sua estrutura. As termas pararam de funcionar quando os aquedutos foram destruídos em 537. Ali foi gravado o concerto dos Três Tenores em 1990.

Termas de Caracala, Roma, Lazio, Itália
Termas de Caracala. Fonte da Imagem: Wikimedia

Preço: €8
Horário de funcionamento: abre às 9h e fecha entre 15h30 e 18h15, dependendo da época do ano (inverno mais cedo, verão mais tarde). Às segundas a bilheteria fecha 13h.
Endereço: Viale delle Terme di Caracalla, 52.


Piazza Navona

Na Praça Navona eram realizados exercícios pesados (manejo de armas) e esportes atléticos, e recebia até 20 mil espectadores. Foi remodelada em estilo monumental pelo Papa Inocêncio X. Mais tarde recebeu a Fontana dei Quattro Fiumi (1651, de Bernini), e a Igreja Sant'Agnese in Agone (Século XVII). Ali também está o Palazzo Pamphili, sede da Embaixada Brasileira.


Castelo de Sant'Angelo

Também conhecido como Mausoléu de Adriano, fica às margens do Rio Tibre, diante da Ponte de Santo Ângelo, que possui 12 esculturas de Bernini. Foi construído em 135 pelo imperador Adriano para ser um Mausoléu pessoal e familiar, tendo sido concluído por Antonio Pio, em 139. Mas sua função foi alterada para ser usado como edifício militar, ganhando a Muralha Aureliana em 403. Seu nome atual vem de 590 quando Roma sofria uma epidemia de peste e o Papa Gregório I teria visto o Arcanjo São Miguel no topo do castelo.

Endereço: Lungotevere Castello, 50.
Horário: diariamente, das 9h às 19h30. Entre 24/06 e 17/09, de quinta a domingo, o museu fica aberto das 9h às 24h (bilheteria fecha às 23h). Acesso livre no primeiro domingo do mês.
Ingresso: €14, gratuito para menores de 18 anos.
Visitas guiadas para grupos de até 15 pessoas, às 10h e às 16h com guia em inglês, e às 11h e às 17h com guia em italiano. Preço €5.


Mercado de Trajano e Fórum de Trajano

O Mercado de Trajano é um complexo de edifícios em Roma da época Imperial, construído por Apolodoro de Damasco, entre 100 e 110 d.C. Ali também funciona o Museo dei Fori Imperiali.

O Fórum de Trajano é o último dos fóruns imperiais da Roma Antiga, construído a mando do Imperador Trajano, inaugurado em 112 d.C.

Funcionamento: diariamente, das 9h30 às 19h30.
Endereço: Via IV Novembre, 94
Ingresso: €13

 
Vai alugar carro? Faça sua reserva com a RentCars!


Escadaria da Praça Espanha

A Escadaria de Espanha são um conjunto com 135 degraus, subindo uma encosta íngreme entre a Piazza di Spagna e a Piazza Trinità dei Monti, onde fica a Igreja Trinità dei Monti,
Endereço: Piazza di Spagna.

Escadaria da praça da Espanha, Roma, Lazio, Itália
Escadaria da Praça da Espanha. Fonte da Imagem: Wikimedia.


Bocca della Verità

É uma placa antiga, com 1,8m, com uma imagem esculpida de uma face humanoide que fica numa das paredes da varanda da Basílica de Santa Maria em Cosmedin. A lenda diz que se você contar uma mentira com a mão na boca da escultura, ela se fecharia, mordendo a mão do mentiroso.
Endereço: ìazza Bocca della Verità, 18.
Horário: diariamente, das 9h30 às 17h (inverno) / 18h (Verão).


Via condotti

Rua com várias lojas de grandes marcas, como Chanel, Prada, Dolce & Gabbana, Armani e Versace.


Museus

Os principais são:

  1. Galleria Borghese: seu acervo abriga esculturas e pinturas de Bernini, Caravaggio, Leonardo da Vinci, Raffaello, Rubens e Ticiano. Está instalado na Villa Borghese Pinciana, num palácio de 1616 que era residência de Scipione Borghese. Piazza del Museo Borghese, 197. Funciona de Terça a Domingo, das 8h30 às 19h30. Ingresso: €15 (é aconselhável ligar para reservar - se for usar o Roma Pass - ou comprar online).
  2. Museus Capitolinos: são um conjunto de palácios romanos que guardam uma vasta coleção de obras de arte. Piazza del Campidoglio. Ingresso: €15.
  3. Museo di Roma:  funcionando no Palazzio Braschi, construção do Século XVIII, possui uma coleção de documentos da história social e artística entre a Idade Média e o início do Século XX. Piazza di San Pantaleo. Não funciona às segundas. Ingresso: €15.
  4. Museu Nacional Romano: abriga coleções italianas, fundadas depois da Unificação Italiana para reunir tesouros dispersos em vários locais. Inicialmente era instalado nas Termas de Diocleciano, mas a necessidade de restauração do local fez com que o acervo fosse dividido em várias sedes: na própria Termas (Viale Enrico de Nicola), no Palazzo Massimo (Largo Villa Peretti, 2), no Palazzo Altemps (Piazza di S. Apollinare, 46) e na Cripta de Balbo (Via delle Botteghe Oscure, 31). O Ingresso é único e deve ser usado em três dias, já que as quatro sedes ficam distantes umas das outras. De terça a domingo, das 9h às 19h45. Ingresso: €7.
  5. Galeria Nacional de Arte Antiga: com milhares de obras de arte de Caravaggio (como a obra Narciso), Ticiano, Tintoretto, entre outros. Funciona em dois espaços: Palazzo Barberini (Via delle Quattro Fontade, 13; de terça a domingo, das 8h30 às 19h) e Palazzo Corsini (Via della Lungara, 10; de quarta a segunda, das 8h30 às 19h). Ingresso: €10 combinado.
  6. Galeria Nacional de Arte Moderna e Arte Contemporânea: considerada a representação mais importante da arte moderna italiana e internacional desde o Sèculo XIX até hoje, com obras de Picasso, Pollock, Modigliani e outros. Viale delle Belle Arti, 131. De terça a domingo, das 8h30 às 19h30. Ingresso: €10.

Vai pro exterior? Não se esqueça do Seguro de viagem


Igrejas

Por ser um país com uma forte ligação com a religião, Roma concentra um grande número de igrejas, passando de 900! As mais visitadas são:

  1. As Basílicas Maiores: antigamente conhecidas como basílicas patriarcais e hoje chamads de basílicas papais, pois estão desde o Século XVII diretamente sob autoridade do Papa. São quatro:
    1. Basílica de São Pedro, no Vaticano.
    2. Basílica  de Santa Maria Maior (di Santa Maria Maggiore), Piazza di Santa Maria Maggiore, 42. É a maior igreja mariana de Roma e foi a primeira igreja do Ocidente dedicada ao culto de Maria. Funciona das 7h às 19h
    3. Arquibasílica de São João de Latrão (S. Giovanni in Laterano), Piazza di S. Giovanni in Laterano, 4. É a catedral da Diocese de Roma e sede oficial do Papado. É a mais antiga e a primeira entre as 5 basílicas papais do mundo. Funciona das 7h às 18h30.
    4. Basílica de São Paulo Extramuros (S. Paolo fuori le Mura): Piazzale San Paolo. Guarda o Túmulo de São Paulo sob o altar. Pode fazer visita guiada por €3/pessoa. Funciona das 7h às 18h. 
  2. Ainda existe as Igrejas de Peregrinação, que contém relíquias importantes. O Papa Bonifácio VII determinou indulgência plena a quem as visitasse. São as quatro basílicas papais mais:
    1. Basílica de São Sebastião das Catacumbas (S. Sebastiano fuori le Mura): Via Appia Antica, 136. Construída sobre as catacumbas de São Sebastião. 
    2. Basílica de São São Lourenço Fora dos Muros (S. Lorenzo fuori le Mura): Piazzale del Verano 3. Santuário do túmulo de São Lourenço, um dos primeiros diáconos que foi martirizado em 258. Muitos outros santos e o Papa Pio IX também estão enterrados neste basílica.
    3. Basílica de Santa Cruz de Jerusalém (S. Croce in Gerusalemme): Piazza di S. Croce in Gerusalemme. Consagrada em 325 para abrigar as relíquias da Paixão de Cristo trazidas a Roma da Terra Santa pela Imperatriz Santa Helena, mãe do Imperador Constantino I. No Grande Jubileu de 2000, o Papa João Paulo II substituiu esta Basílica pelo Santuário de Nossa Senhora do Divino Amor, mas muitos peregrinos ainda prefere as 7 basílicas tradicionais.
  3. Além dessas existem as Igrejas "menores", como a Santa Inês em Agonia (Piazza Navona), a Santa Maria del Popolo (Via del Corso, 528).

Vai de trem pela Europa? Confira os preços da Rail Europe!


E claro, a lista vai longe, é uma infinidade de Catacumbas, Santuários, Fontes e Museus... Você conhece algum que não está na lista? O que a gente não pode deixar de visitar? Deixe seu recado nos comentários.


Nenhum comentário

Reserve seu hotel

Booking
Zarpo

Seguros de viagem

World Nomads Seguros de Viagem
Mondial Seguros
Corretora Real Seguro de Viagens

Passeios no seu destino

Viator

Aluguel de carro

Trem na Europa