Estrada Real - Caminho Velho - Lagoa Dourada a Tiradentes

Continuando nossa viagem pela Estrada Real, depois de termos percorrido todo o Caminho Novo e o Caminho dos Diamantes e estarmos regressando para nossa casa, fizemos alguns trechos do Caminho do Sabarabuçu e algumas cidades do Caminho Velho. E assim, chegamos no post de hoje, que vou relatar sobre nossa viagem entre Lagoa Dourada e Tiradentes, passando por Bichinho, um distrito de Prados que todo mundo adora.

Caminho Velho, Estrada Real, Tiradentes, Serra São José
Estrada Real e a Serra de São José, que embeleza o trecho entre Prados e Tiradentes. Agosto/2016.

Quer saber mais? Fica que te conto.

Depois de pegarmos nosso carimbo no ponto em Lagoa Dourada e de nos deliciar com o rocambole da lanchonete o Legítimo Rocambole, partimos rumo a Bichinho.

Se você quiser saber onde carimbar o seu passaporte em Lagoa Dourada, confira o post anterior.


Lagoa Dourada - Prados

Como já eram mais de meio-dia e a ideia era almoçar em Bichinho, nós partimos para Prados via BR-383 mesmo, entrando na Rua Capitão Anselmo em Coronel Xavier Chaves para chegarmos a Prados. Foram 32km em asfalto, de mão dupla, mas sem acostamento. E você pode ir acompanhando a Serra de São José surgindo no horizonte.

Caminho Velho, Estrada Real, Prados, Lagoa Dourada
BR-383, entre Lagoa Dourada e Prados. Agosto/2016.

Quem quiser fazer esse trecho pela Estrada Real, sugiro baixar a planilha no site do Instituto Estrada Real ou este tracklog no site do wikiloc. Pela Estrada Real são 23,5km de cascalhos e mata-burro, mas entre os marcos 875 e 887 (5km) não é possível fazer de carro e tem que seguir as orientações da planilha! Este trecho passa por antigas Fazendas da região.


Prados

A história de Prados está vinculada à descoberta do ouro no Vale do Rio das Mortes, contemporaneamente a ocupação de Tiradentes e São João del-Rei e foi fundada em 1704.  O povoamento se deu através da bandeira chefiada pela família Prado, que mais tarde se tornou o Arraial de Nossa Senhora da Conceição de Prados. Em 1890, foi elevado à Vila e em 1892, à cidade, desmembrando-se de Tiradentes e Barbacena.

Foi lar da mulher considerada mais atuante na Inconfidência Mineira: Hipólita Jacinta Teixeira de Melo e sua residência hoje abriga um ateliê de artesanato em frente à Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Se você está procurando hospedagem para sua viagem não deixe de conferir a seleção que o Booking traz pra você.

Para o turista, Prados oferece o festival de música erudita no mês de julho e no distrito Vitoriano Veloso, popularmente conhecido como Bichinho, é possível ver o artesanato mineiro de perto, com vários ateliers onde é possível comprar esculturas, tapetes, crochês, bordados, fuxicos, quadros, etc. 

Quem curte cachaça, vale a pena visitar a Cachaça Mazuma Mineira (Rua São Bento n. 300) e aprender como ela é fabricada.

Se você estiver à caça dos carimbos como nós, procure um dos seguintes pontos de coleta:
  1. Art Fer Artesanato (antiga Loja do Vavá), na Rua Antônio Cardoso Vale, n 700A (no Google Maps está Av. Tiradentes, 732)
  2. Departamento de Cultura e Turismo, na Rua José Silva Filho, n.11
  3. Pousada Vila Olga, final do bairro Chagas Pinheiro, Zona Rural

Nós pegamos nosso carimbo na Art Fer (ao lado do Posto Ale) e aproveitei para comprar uns quadros fofos numa das lojinhas dali (Arte Bela Vista - do Sr Jair e Família). Tudo lindo demais.

Atelie, artesanato, Prados, Minas Gerais, Estrada Real
Ateliê Arte Bela Vista com o Sr Jair. Agosto/2016


Prados - Tiradentes

Entre Prados e Tiradentes nós fizemos o trecho do Caminho Velho, com trechos de terra batida, mas bem tranquila de ser feita.

Caminho Velho, Estrada Real, Prados, Tiradentes, Bichinho
Trecho entre Prados e Bichinho. Agosto/2016
Bichinho, Prados, Caminho Velho, Estrada Real, Igreja
Igreja em Bichinho. Agosto/2016.

No caminho paramos em Bichinho, que chegamos às 13h30, para almoçarmos no Restaurante Tempero da Ângela (Rua Deputado José Bonifácio, n. 64), indicado por vários amigos e também recomendo a você. O preço é fixo (R$25,00/pessoa, em Agosto/2016, pago em dinheiro, pois não aceita cartão) e pode comer o quanto aguentar. O lugar tem um sabor tão bom que chega ter fila pra conseguir uma mesa. Funciona de Segunda a Sexta, das 12h às 16h, e Sábados, Domingos e feriados, das 12h às 17h.

Tempero da Angela, Bichinho, Prados, Estrada Real
Tenpero da Angela, Bichinho. Oh trem bom! Agosto/2016.
Tempero da Angela, Bichinho, Prados, Estrada Real
Comida caseira no Tempero da Angela, em Bichinho, Prados. Uma delícia. Agosto/2016.

Em todo distrito de Bichinho é possível encontrar artesanato mineiro de todos os gostos. É claro que eu me esbaldei.

Depois do almoço, partimos rumos a Tiradentes, continuando o Caminho Velho, tendo à nossa direita a bela Serra de São José. Esse caminho pra mim é uma viagem ao passado, pois passei algumas semanas nessa região mapeando para as disciplinas da faculdade de Geologia que cursei. Foi uma delícia estar ali novamente.

Se você estiver planejando alugar carro para suas férias, não se esqueça de cotar com a RentCars, nossa parceira de viagem.

O trecho total, entre Prados e Tiradentes, tem 20,6 km de distância, e é todo calçado e bem tranquilo de ser feito. Se você quiser a planilha do IER, basta acessar aqui.

Caminho velho, Estrada Real, entre Bichinho e Tiradentes
Bichinho a Tiradentes. Agosto/2016.


Tiradentes

Tiradentes, fundada em 1718, já foi conhecida como Arraial Velho de Santo Antônio, Vila de São José do Rio das Mortes e cidade de São José del-Rei. Quando foi proclamada a República, os novos governantes optaram por trocar o nome da cidade para Tiradentes, como forma de homenagem ao herói da Inconfidência Mineira. A cidade possui um dos centro históricos mais bem preservados no Brasil, atraindo turistas de vários locais, ainda mantendo o antigo calçamento (ou seja, deixe o salto alto em casa!).

Em Tiradentes é possível conhecer desde várias igrejas históricas e outras construções, museus e fazer passeio de Maria Fumaça. Mas como a cidade merece, fiz um post dedicado: Estrada Real - Caminho Velho - Tiradentes. Vai lá conferir. ;-)

Quem estiver colecionando os carimbos do passaporte, procure um dos seguintes pontos de coleta:
  1. Centro Cultural SESI MINAS Yves Alves, na Rua Direita, n.168 (também retira Passaporte!)
  2. Secretaria de Turismo, na Rua Resende Costa, n. 71
  3. Pousada do Largo, no Largo das Forras

Para quem curte trekking, a Serra de São José um prato cheio, com cachoeiras e caminhadas fácil, além de pontos para poder apreciar Tiradentes do alto. Achei alguns rastro no wikiloc que acho válido deixar aqui para os mais animados:
  1. Travessia Prados a Tiradentes, via Pedreira
  2. Travessia Prados a Tiradentes 
  3. Travessia Serra São José (via Carteiro e Mangue)

Nós chegamos em Tiradentes às 15h30 e fomos direto para nossa hospedagem. Mas isso, é um capítulo a parte...


Nosso trecho total, partindo desde Congonhas, passando por Entre Rios e Lagoa Dourada, está todo registrado na minha conta do wikiloc, e pode ser baixado aqui e aqui.

Nosso trecho entre Congonhas e Tiradentes.
Caminho Velho da Estrada Real, de Ouro Preto a Tiradentes. Em verde o caminho por onde chegamos vindos de Sabará, parando em Congonhas de onde partimos. Em laranja, o Caminho Velho da Estrada Real que não percorremos; em vermelho os trechos do Caminho Velho que fizemos; em azul, os desvios que fizemos.

Nenhum comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Reserve seu hotel

Booking
Zarpo

Seguros de viagem

World Nomads Seguros de Viagem
Mondial Seguros
Corretora Real Seguro de Viagens

Passeios no seu destino

Viator

Aluguel de carro

Trem na Europa