Conte Sua Viagem - Catedral de Sal (Zipaquirá - Colômbia) - Por Mariliana Bastos

A Mariliana Bastos viajou para Colômbia e está nos contando como foi. Ela já deu dicas para viagem aqui, e nos contou sobre Cartagena aqui e aqui. Agora ela está nos contado sobre Bogotá, tendo começado com dicas da cidade neste post aqui. Hoje ela vai nos contar da sua visita para a Catedral de Sal. Vamos conhecer este ponto turístico juntos?

Interior da Catedral de sal. Fonte: wikipedia

"Na sexta feira saímos cedinho rumo a Catedral de Sal de Zipaquirá, uma cidade próxima a Bogotá.

No transporte o motorista nos ofereceu um passeio para conhecer a Catedral cobrando US$ 30,00 cada um, éramos quatro pessoas, achamos muito caro e já tínhamos pesquisado pela Internet como ir sozinhos, e não gastamos nem 1/3 do valor cobrado.

Fomos de ônibus, o famoso Transmilenio de Bogotá, até o Portal do Norte (uns 40 minutos de viagem), neste terminal tem umas placas indicando os coletivos que vão para a cidade de Zipaquirá. São uns ônibus pequenos e bem coloridos e você paga a passagem para uma pessoa que passa cobrando (COP $9.000), só é preciso ficar atento porque quando eles veem que é turista, tentam cobrar mais e falar que não tem troco, o ideal é ter o dinheiro trocadinho. Pedimos ao “cobrador” para nos avisar o ponto de descida.

Do ponto onde descemos até a Catedral andamos um pedacinho entre as ruas estreitas com casinhas coloridas e sempre subindo até a praça principal, onde está a Igreja da cidade, os prédios do governo e umas construções históricas. Não tem muita sinalização indicando o caminho até a Catedral, mas é só perguntar que os colombianos ajudam com boa vontade. Chegando à entrada do parque ainda temos vários degraus de subida até enfim chegar onde está situada a catedral.

Catedral de Sal. Maio/2015. Por Mari Bastos.
Na bilheteria tem umas moças explicando os tipos de ingressos a venda, pois além de visitar a Catedral de Sal você pode participar da Rota do Mineiro, usar o Muro de Escaladas e o Museu de Salmoura, além disso ainda tem uma apresentação de um filme dentro da catedral e de um show de luzes. Com um pequeno acréscimo (acho que COPs 3 mil) é possível comprar um city tour de trenzinho pela cidade, que sai a cada 15 minutos do lado da bilheteria. O trenzinho dá um volta na cidade e retorna a Catedral, mas você pode descer em qualquer ponto, nós utilizamos para retornar a cidade e de lá pegar o ônibus de volta a Bogotá.

Cascata de sal. Maio/2015. Por Mari Bastos.

A entrada na Catedral é monitorada, são tours guiados que são organizados pelo número de pessoas, um guia nos acompanha explicando as estações da Via Sacra, esculpidas em pequenas capelas. Além da Via Sacra, temos uma pequena capela, uma cúpula iluminada que parece o céu, uma “cascata” de sal, a grande nave onde está uma cruz talhada na pedra de 16 metros, o altar e a obra "A Criação do Homem", homenagem a Michelangelo no chão, temos ainda o espelho d’água, a apresentação do filme em 3D, o jogo de luzes, a Rota das Esmeraldas e muitas lojinhas de souvenires e das famosas esmeraldas colombianas, além de lanchonetes.

Interior da Catedral de Sal. Maio/2015. Por Mari Bastos.

Ruta Del Minero
É um tour com horário marcado por caminhos apertados e sinuosos em que o uso de capacetes com iluminação é obrigatório. No início do caminho, a guia nos pede para apagar as luzes e sentirmos o ambiente tal qual os mineiros fazem, é uma escuridão total, meio friozinho e agoniante. Quem tem medo de escuro ou claustrofobia não deve comprar essa parte do passeio, pois vimos muita gente apavorada e desistindo de completar o percurso que a maior parte é feito em fila indiana e com uma corda presa na parede para nos guiar pelo caminho estreito e com teto baixo. Mas para o resto da população pode ser bem divertido. Tem uma simulação do trabalho como mineiros em que recebemos picaretas para tentar extrair sal das paredes da mina e ainda uma simulação de explosão, processo utilizado pelos mineiros para extração. No final, como “pagamento” recebemos uma pedrinha de sal pelo nosso trabalho. Passeio bem divertido!

Ruta del Minero. Maio/2015. Por Mari Bastos.

Museu de Salmoura
Não tem muita coisa pra ver, mas ali tem um monitor (que era uma criança) que através de painéis interativos e de um filme explica como funciona a mina de sal (que é gigantesca, e o que vemos é apenas uma pequenina área criada para chamar turistas), o processo de fabricação do sal e da história de construção e engenharia da Catedral de Sal.

É um lugar mágico, independente de religião. A mistura das paredes de sal esculpidas, com o jogo de luzes e todo o simbolismo religioso é encantador. É um passeio cansativo que demora mais de meio dia, mas é acessível tanto a crianças quanto a idosos, desde que estes não tenham claustrofobia. Aos domingos são realizadas missas dentro da Catedral, na nave central, porém dizem que fica muito lotado o que impede de apreciar os detalhes dessa obra magnífica. É uma experiência única e vale a pena a visita. E rende fotos maravilhosas.

Estátua de Minerador. Maio/2015. Por Mari Bastos.

O horário de funcionamento todos os dias das 9:00h às 17:30h. O ingresso básico custa COPs 25.000 para pessoas acima de 13 anos, crianças com idade entre 4 e 12 anos pagam COPs 17.000.

Endereço: Salt Park: Cra 6 Calle 1, Zipaquirá, Cundinamarca, Colombia
Informações detalhadas e fotos oficiais: http://www.catedraldesal.gov.co/en/"

Na Rota do Mineiro. Maio/2015. Por Mari Bastos.

E aí? Gostou de conhecer um pouco da Catedral de Sal Colombiana? Já foi? Conta aí para a gente.

Se você tem uma dica de viagem para nos dar, mande seu texto com algumas fotos para contesuaviagem@eaiferias.com que iremos publicar com muita alegria. =D

Outros blogs com mesmo destino? Veja Eu Lá Fui, da Ligia Caligaris.

Nenhum comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Reserve seu hotel

Booking
Zarpo

Seguros de viagem

World Nomads Seguros de Viagem
Mondial Seguros
Corretora Real Seguro de Viagens

Passeios no seu destino

Viator

Aluguel de carro

Trem na Europa