Estrada Real - Caminho Velho - Paraty

Quase três anos depois de fazermos o Caminho Novo e o Caminho dos Diamantes, e as cidades do Caminho Sabarabuçu da Estrada Real,  finalmente vamos para Paraty!! Assim, antes de conhecermos a cidade, que tal aquela pesquisa básica sobre a cidade, os pontos de carimbo e etc?

Paraty e seu belíssimo Centro Histórico. Fonte da Imagem: Wikipedia


Um pouco da história Paraty

Com uma população de pouco menos de 40 mil habitantes, Paraty é um município litorâneo na Costa Verde do Rio de Janeiro, que faz fronteira com o Estado de São Paulo; sendo distante da capital cerca de 250km (que vai render umas 4h de viagem - tenha atenção na estrada porque tem uma porção de radares na Rio-Santos).

A cidade foi fundada durante o período colonial brasileiro, e era a sede do mais importante porto exportador de ouro no Brasil para Portugal. Seu nome, vem do Tupi, com o significado de "rio dos paratis (parati'y).


O que fazer em Paraty?

Paraty é uma cidade que está ao nível do mar e que eventualmente a maré invade as ruas, rendendo ótimas fotos. Além disso, preserva o casario colonial em seu Centro Histórico, sendo perfeito para passeios despreocupados (e claro, fotos). No centro conheça o Chafariz do Pedreira (1853), os Sobrados dos Bonecos, Sobrado dos AbacaxisPassos da Paixão (Rua Tenente Francisco Antônio), a Antiga Cadeia Pública (que hoje sedia a Secretaria da Cultura, Turismo e Esportes de Paraty e também o Instituto Histórico e Artístico de Paraty), a Rua do Fogo, a Rua Dona Geralda, a Rua da Praia (que é inundada em determinadas luas na mará alta), a Rua Fresca (também conhecida como Rua das Dores) o Mercado do Peixe, a Praça do Imperador, a Casa de Pólvora, Museu de Arte SacraMuseu Forte Defensor Perpétuo de Paraty, Museu Mini Estrada Real e o Engenho da Muricana (Fazenda Bananal).

Museu Forte Defensor Perpétuo
Museu Forte Defensor Perpétuo. Fonte da Imagem: Paraty

Não deixe de conhecer as Igrejas de Santa Rita de Cássia, de Nossa Senhora das Dores, de Nossa Senhora dos Remédios, de Nossa Senhora do Rosário a Capela da Generosa.

Praia do Cepilho. Fonte da Imagem: Wikimedia

E por estar na Costa Verde, o mar convida os turistas para passeios de barco que saem do Cais da cidade para explorar suas mais de 60 ilhas, além das praias (são mais de 90, sendo algumas acessíveis apenas de barco ou por trilhas a pé), como as praias de Trindade, da Lula, Saco do Mamanguá, Ilha do Pelado, Vermelha, Paraty-Mirim, São Gonçalinho, Jabaquara, ... Mas não deixe de conhecer as cachoeiras da região, como a do Tobogã, do Saco Bravo, do Iriri, Poço da Laje e o Poço dos Ingleses.

Cais de Paraty.
Cais de Paraty. Junto com Angra dos Reis, a região é responsável por 10% do pescado consumido no Estado do Rio de Janeiro. Fonte da imagem: Wikimedia

Quem não quiser encarar os passeios de barco, pode aproveitar a calmaria das águas e praticar canoagem oceânica, vela, mergulho autônomo e surfe em algumas praias, como na Ponta da Juatinga, com as praias do Sumaca, Martin de Sá, Antigo, Sono e as da Vila de Trindade.

Paraty é convidativa para um belo passeio de barco para explorar as ilhas da região. Fonte da Imagem: Deni Williams

Vale a pena também desbravar os parques (Parque Nacional da Serra da Bocaína) e as reservas ecológicas ali perto. Dentro do Parque Nacional da Serra da Bocaína, ainda é possível conhecer trechos ainda preservados do Caminho do Ouro.

Booking.com


Com autorização da Fundação Nacional do Índio é possível visitar as aldeias guaranis de Araponga e Paratimirim nos arredores da cidade.

Como o calçamento é feito de pedras irregulares, sendo proibido a entrada de veículos na maior parte do Centro Histórico), não é aconselhado sapato de salto e carrinho de bebê pode não ser o melhor meio de transporte para os pequenos.


Eventos em Paraty

Paraty ferve durante a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) que acontece desde 2003, geralmente final de julho ou começo de agosto, com a presença de escritores de todo o mundo, com palestras e debates.

Painel Manoel Bandeira da FLIP de 2009, ao lado do Museu de Arte Sacra, em Paraty.
Painel Manoel Bandeira da FLIP de 2009, ao lado do Museu de Arte Sacra, em Paraty. Fonte da Imagem: Wikimedia


E claro, é um dos destinos mais procurados no Carnaval, Páscoa e Corpus Christi. Mas também é conhecida pelas festas religiosas como aquelas em homenagem a Santa Rita de Cássia, a São Pedro e São Paulo e a Nossa Senhora dos Remédios.

Acompanhe o Calendário Cultural da cidade para ver se terá algum evento quando você for visitar a cidade.


Paraty na Estrada Real

Nos Séculos XVII e XVIII, Paraty era o Entreposto Comercial e o porto escoadouro da produção do ouro de Minas Gerais para Portugal, tendo sindo uma das mais importantes cidades portuárias daquela época.

Pontos de carimbo em Paraty:
  • Pousada do Careca (também retira passaporte e certificado): Praça Macedo Soares (em frente a Praça do Chafariz)
  • CIT (Centro de Informações Turísticas (também retira passaporte e certificado): Avenida Roberto Silveira, n. 02, Centro Histórico
  • Pousada do Sandy: Largo do Rosário, 01, Centro

Estrada Real - Caminho Velho - Paraty - O que fazer em Paraty?
Salve esse pin em seu Pinterest

Nenhum comentário

Reserve seu hotel

Booking
Zarpo

Seguros de viagem

Banner 2 Use EAIFERIAS5 para ter 5% de desconto no Seguros Promo

Aluguel de carro

Ingressos para as principais atrações de Orlando