Zika - devo me preocupar ou até mesmo cancelar minha viagem?

Quem está acompanhando as notícias tem notado que a preocupação com as doenças que o Aedes aegypti transmite vem aumentando a medida que o verão chega, principalmente com relação à Zika. Mas afinal, o que é isso e porque tantos viajantes tem questionado em fóruns de viagem se devem cancelar ou não suas viagens?

O mosquito Aedes aegypti é o transmissor do Zika Virus. Fonte: http://www.tuasaude.com

Zika Vírus "é uma doença viral aguda, transmitida principalmente por mosquitos caracterizada por exantema maculopapular pruriginoso, febre intermitente, hiperemia conjuntival não purulenta e sem prurido, artralgia, mialgia e dor de cabeça. Apresenta evolução benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente após 3-7 dias". (Fonte: Tua Saúde).

Mas porque tanta preocupação?

Os médicos estão preocupados com o aumento dos casos de Microcefalia e algumas análises estão relacionando isso ao aumento de casos de Zika no Brasil, pois há indícios de que as mães destes bebês foram expostas a este vírus durante a gestação.

Como os primeiros relatos surgiram no Nordeste, mas já está se espalhando por outras regiões brasileiras, percebi que alguns viajantes tem mostrado certa preocupação em relação ao surto e vem perguntando como devem proceder.  Em casos assim, é prudente conversar com o médico da família e seguir as orientações que ele lhe der.

Quanto ao uso de repelente, é bom ter o devido cuidado, principalmente para as grávidas, porque não há estudos sobre os efeitos que o princípio ativo possa ter no feto. Assim, tenho visto médicos recomendando o uso do repelente na roupa e não diretamente na pele. Além de que o repelente escolhido deve ser adequado à faixa etária de todos os membros da família para evitar intoxicação. Leia mais informações sobre repelentes no Portal da Saúde do Governo Federal. Para aplicar corretamente o repelente, siga as dicas do Blog http://filhinhosdamamae.com.br/

Repelentes disponíveis comercialmente no Brasil. Fonte: Scielo
Update: só não confie muito no que os rótulos dos repelentes dizem quanto à durabilidade de seus efeitos. O Proteste fez um estudo e observou que apenas um cumpre o que promete em relação ao tempo de duração. Veja o estudo aqui. Ok, mas é o risco de intoxicação por passar repelente repetidas vezes? O risco é real. Eu vou passar o repelente e observar a atuação dele para verificar a necessidade de reaplicação, que se for necessária realmente, melhor dar um banho e retirar a aplicação anterior e reaplicar após o banho, e procurar colocar mais na roupa do que na pele.

Teste de durabilidade de alguns repelentes pelo Proteste. 

Evite compartilhar boatos sobre o vírus, principalmente nos grupos de Facebook e Whatsapp. Procure sempre informações junto à FioCruz, Ministério da Saúde, Plano Nacional de Enfretamento ao Zika Virus, Associação Médica Brasileira,

Se você mantiver a viagem, aproveite o descanso, mas sem deixar de se proteger. Se for ficar em casa, evite que nela tenha focos de mosquito, pois além de Zika, ele transmite Dengue, Chikungunya e Febre Amarela (em alguma regiões).

Como evitar focos do mosquito. Fonte: http://www.dengue.org.br/

Nenhum comentário

Reserve seu hotel

Booking
Zarpo

Seguros de viagem

World Nomads Seguros de Viagem
Allianz Mondial Seguros
Banner 2 Use EAIFERIAS5 para ter 5% de desconto no Seguros Promo

Aluguel de carro

Ingressos para as principais atrações de Orlando

Trem na Europa

O melhor lugar para sua viagem de trem