Conte sua viagem - Halloween Horror Nights - Universal Studios Orlando - por Ana "Goofy"

Ana é uma amiga de grupo sobre Orlando e é fanzoca do Pateta, tanto que "carrega" o nome Goofy até na sua página do facebook. Ela viajou para Orlando em Outubro deste ano e participou pela primeira vez da festa de Halloween da Universal Studios.

Quer levar um susto na Universal? Outubro/2015. Por Ana Goofy.
Hoje ela compartilha conosco como foi esta experiência horripilante. Vamos acompanhar?

"Tive o prazer de participar da comemoração dos 25 anos do Halloween Horror Nights (mais conhecido como HHN), no Universal Studios em Orlando.

Foi meu primeiro halloween em terras do Tio Sam, e eu estava bastante ansiosa, e ao mesmo tempo com uma ponta de medo de ser horror demais pra minha pessoa e eu acabar saindo desmaiada de alguma casa. Li alguns sites sobre o assunto pra ter uma idéia do que me esperava, e também para me situar no evento e poder escolher o melhor dia, além de aprender regras básicas de sobrevivência lá dentro (entre elas, aprender a otimizar o tempo, visto que as filas das casas são bem grandes).

Preparando-se emocionalmente para os sustos =D. Outubro/2015. By Ana Goofy.
Comprei os ingressos por agência aqui no Brasil, 2 dias de parque com park to park, mais um dia de HHN. Esse ingresso me dava direito a ir a qualquer dia da festa, exceto aos sábados.

Optei por ir na HHN no mesmo dia que eu iria no parque, pois eu já estaria lá dentro quando a festa começasse. E também escolhi fazer isso num domingo, porque segundo algum site que li (não me lembro qual, foram muitos) domingos são historicamente mais vazios (ou menos lotados) do que os outros dias. Pura ilusão... Rs

O que acontece quando você já está no parque e tem ingresso pra festa? Bom, o parque fecha mais cedo pra que eles possam preparar as casas, as filas e as "scare zones", áreas delimitadas nas ruas do parque, geralmente por onde você tem que passar pra ir de uma casa a outra, onde ficam personagens soltinhos e prontinhos pra te assustar. Então eles preparam um espaço (um cercadinho) pra que os portadores de ingresso da festa se apresentem, e ficamos lá dentro esperando que o parque reabra. Não me lembro bem o tempo que ficamos "presos", mas deu pra ir na lojinha que fica no cercadinho duas vezes, deu pra comer um pacote de M&Ms, deu tempo de cair um temporal, ficar encharcada, ir comprar a capa de chuva na mesma lojinha, vestir a capa e o temporal passar.

Quando abriram o cercadinho pra soltar o rebanho todos saímos correndo, o problema é que eu não sabia bem pra onde ir porque não tinha pegado o mapa. Crianças, não sigam meu exemplo e peguem o mapa, tracem um plano de ataque enquanto estiverem no cercadinho, isso pode ajudar a ganhar tempo.

Outra coisa que li em algum daqueles muitos sites foi que o ideal é correr primeiro pras casas mais afastadas, as que ficam nos fundos do parque. Porque geralmente as pessoas correm pras primeiras casas, principalmente quem está entrando no parque agora. Então as casas dos fundos tendem a ficar menos cheias no início da festa. Não posso comprovar a veracidade da informação, pois a perdida-deslumbrada-assustada-e-sem-mapa entrou na primeira fila que apareceu, sem nem ao menos saber que casa era. E ironicamente foi a casa que mais me assustou, saí de lá num estado meio catatônico, meio boba alegre, rindo de nervoso. A fila ainda não estava tão grande, e deve ter nos custado uns 30 minutos.

Um dos cenários da festa de Halloween. Outubro/2015. By Ana Goofy.
A partir daí, as casas seguintes, incluindo as mais concorridas, nos tomaram entre 60 e 90 minutos cada uma. Crianças, mais uma dica: se puderem, levem celular com internet e bateria extra pra passar o tempo. Todas as filas tem carrinhos vendendo bebidas alcoólicas, pra quem bebe é uma ótima forma de gastar (mais) dinheiro.

Depois de três casas nesse esquema de filas gigantes cogitei comprar o Express, porém minha condição financeira não permitiu. Naquele dia estavam cobrando $90 pelo express pra noite toda, ou $45 pro express pra ser usado após as 23:00h. Vejam bem, não acho caro, porque se fosse barato, todos comprariam e ele perderia o sentido, certo? Mas eu não tinha mesmo como comprar. E na minha opinião, o express pra depois das 23:00h não é tão vantajoso, já que nessa hora o parque começa a esvaziar e as filas tendem a dimininuir.

Bonitinha a moça com a foice, né?! #sqn Outubro/2015. By Ana Goofy
Por volta de meia noite tinhamos feito apenas 5 casas, porém paramos pra jantar (no Mel's, lotado até dizer chega) e fizemos algumas atrações que permaneceram abertas (as que estavam funcionando eram Revenge of the Mummy, Simpsons, MIB, Minions, Rockit, Escape from Gringotts e Transformers. Essas duas últimas fecharam meia noite). Das que fizemos (Simpsons e Múmia) as filas estavam bem pequenas.

Após esse horário corremos pra tentar fazer as quatro casas restantes, e como o parque estava bem mais vazio, conseguimos, mas acabamos em cima da hora de fechar, duas da manhã. A loja principal, aquela grande da entrada, ainda permaneceu aberta, com hordas ensandecidas tentando comprar tudo que não compraram o dia todo.

Minhas considerações finais:

1. Se você curte camisetas de filmes ou personagens de terror, vá com alguma bem legal. As pessoas realmente olham e elogiam. A do meu marido foi super elogiada a noite toda. E como é proibido ir fantasiado, a camiseta é a sua fantasia.

Camisa do esposo da Ana. Outubro/2015. By Ana Goofy.
2. Depois das primeiras casas, é tudo mais do mesmo, mudam apenas o cenário e os personagens. Mas a diversão é garantida, porque mesmo que você não se assuste mais, vai se divertir horrores com o susto dos outros.

3. Caso se assuste muito, mesmo nas scare zones (confesso, a certa altura fiquei com mais medo de passar por elas do que de entrar nas casas) lembre-se que são apenas pessoas fantasiadas, e eles são proibidos de encostar em você.

4. Dentro das casas a fila lá de fora continua, ou seja, você entra e continua andando sem parar. Cuidado pra não encostar demais nas pessoas da frente, porque às vezes elas param ao dar um berro com o susto e você pode tropeçar nelas, cair, se machucar ou machucar os outros.

5. Guarde sua câmera. Dentro das casas é muito escuro, apertado e provavelmente proibido fotografar (não me lembro se é proibido apenas fotos com flash, ou fotos em geral). De qualquer forma, ou você fotografa ou entra no clima e se diverte. Os dois juntos acho incompatível, rs.

Adorei a experiência, me assustei muito, gargalhei horrores, entrei no clima e saí de lá bem cansada, mas feliz e com vontade de voltar!"


Ana, que legal você trazer seu relato para gente poder ficar com vontade de ir para o HHN.

E você, já visitou alguma festa a Halloween de Orlando ou de outro lugar? Como foi a sua experiência? Se quiser compartilhar com a gente, escreva seu relato, com algumas fotos para ilustrar, para [email protected] que vamos ficar muito felizes em ler a sua história.

2 comentários

  1. Adorei participar! Espero que ajude alguém, foi uma experiência muito legal, que pretendo repetir!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também fiquei com vontade de ir!! Obrigada pelo seu relato aqui no blog. =D

      Excluir

Reserve seu hotel

Booking
Zarpo

Seguros de viagem

World Nomads Seguros de Viagem
Mondial Seguros
Corretora Real Seguro de Viagens

Passeios no seu destino

Viator

Aluguel de carro

Trem na Europa