Lyon (França) - O que fazer?

Já que a ideia é rever fotos e videos de viagens que fizemos, nada melhor que começar pelo começo, não é mesmo? Nossa primeira viagem ao exterior, como casal ainda sem as meninas, foi para França, em Setembro/2008. Cleber foi participar de um congresso a trabalho e eu aproveitei a oportunidade para ir junto. Ele mal conheceu Lyon, mas eu consegui curtir um pouco. De quebra, ao final do congresso ainda conseguimos dar um pulinho numas cidades da região, e logo mais trago o post sobre as cidades (na verdade Geneve e Chamonix-Mont-Blanc) e do roteiro que fizemos (estradas e hoteis que ficamos). 

Nessa época ainda tinha tempo de conseguir me dedicar um pouco à Fotografia, que morro de vontade de aprender mais e mais. Parc de Tetê d'Or. Setembro/2008

Vem com a gente relembrar (e quiçá conhecer) Lyon, vem!

Ok, as fotos são daquela época, mas fiz uma pesquisa sobre como as atrações estão hoje e inclui algumas atrações a mais, escolhidas por sites renomados como Tripadvisor e outros blogs de viagem. Nossa fonte de consulta estará disponível ao final do post, caso você queira se aprofundar mais sobre a cidade.


Lyon, França

Escultura no Centre de Congrès de Lyon. Setembro/2008.
Lyon é a segunda maior cidade da França  e fica bem na junção dos Rios Rhône e Saône, e foi fundada sobre a colina de Fourvière como uma colônia romana em 43 a.C. Isso mesmo, 43 anos antes de Cristo, tens noção? 

A cidade possui duas colinas que marcam sua topografia: Fourvière, ou a colina que reza, onde está localizada a Basílica de Notre Dame de Fourvière, e Croix-Rousse, a colina que trabalha, onde moravam a maioria dos tecelãs da seda no século XIX. Há que se incluir ainda a colina La Duchère, que se encontra em reestruturação.

Em 1998, a cidade foi incluída na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO, assim como a nossa Ouro Preto.

Para quem segue o Espiritismo, vale dizer que foi nesta cidade que Allan Kardec nasceu.


Como Chegar


Para facilitar sua pesquisa, dei uma conferida num grande site de pesquisa de passagens aéreas, e selecionei algumas opções de voo para trazer pro blog. Para esta breve listinha, trouxe apenas os voos com apenas uma escala:
  • Air France: Brasil (GIG / GRU) - Paris (CDG) - Lyon (LYS) 
  • TAP: Brasil (GRU / CNF / REC / FOR / NAT)- Lisboa (LIS) -  Lyon (LYS)
  • Lufthansa: Brasil (GRU) - Frankfurt (FRA) - Lyon (LYS)
  • British Airways: Brasil (GRU) - Londres (LHR) - Lyon (LYS)
  • KLM: Brasil (GIG / GRU) - Amsterdã (AMS) - Lyon (LYS)
  • Iberia: Brasil (GIG / GRU) - Madrid (MAD) - Lyon (LYS)
  • Swiss: Brasil (GRU) - Zurique (ZRH) - Lyon (LYS)
  • Alitalia: Brasil (GIG) - Roma (FCO) - Lyon (LYS)
  • Turkish Airlines: Brasil (GRU) - Istambul (IST) - Lyon (LYS)
  • Royal Air Maroc: Brasil (GIG) - Casablanca (CMN) - Lyon (LYS) 
  • Emirates: Brasil (GIG / GRU) - Dubai (DXB) - Lyon (LYS) 
Caso você prefira, Lyon também é acessível de TGV e as rodovias que chegam até a cidade são maravilhosas de se dirigir.


Se você está procurando hospedagem em Lyon, não deixe de conferir a seleção que o Booking traz. São mais de 440 opções que vai caber direitinho no seu perfil.


Atrações


Há sempre o que fazer numa cidade com tanto tempo de vida. Vou listar algumas mais visitadas, ok? Se você pretende conferir várias atrações, confira se o City Card lhe atende. Eu não usei na época, por desconhecimento e por ter ido apenas a atrações gratuitas (época "Durango kid").


Parque da Tetê d'Or

Um dos locais mais belos que visitei na cidade e foi chocante, ainda mais para minha primeira viagem internacional, a quantidade de gente passeando sem preocupação (vida de carioca...), a limpeza, o cuidado com o local. Foi lindo de ver as crianças brincando e se divertindo. Adultos lendo despreocupados com o tempo, ou conversando fazendo piquenique. Vale a pena passar uma tarde descansando por ali. Entrada gratuita.

Caminhando pelo Parque... Setembro/2008.

Place Bellecour

Uma das maiores praça de pedestres da Europa, onde no meio há uma estátua de Luís XV em seu cavalo. Ali perto há o centro de turismo da cidade e é possível apreciar a Basílica ao fundo. Aproveite a ida ali para admirar a arquitetura da cidade pelas suas ruas.

Place Bellecour, com destaque para a estátua de Luís XV e ao fundo a Basílica de Notre Dame de Fourvière. Setembro/2008.

Basílica Notre Dame de Fourvière

Acho que foi a primeira vez que fiquei boquiaberta ao visitar um local: o tamanho da igreja, os detalhes da arquitetura e suas esculturas, a vista que se tem da cidade dali. Vale a pena incluir no seu roteiro de viagem. Entrada gratuita. Acessível de funicular. Lembro-me de haver uma visita às torres, mas naquela época tinha horário e não sei como está isso hoje.

Detalhe das esculturas da fachada da Basílica. Setembro/2008.

Theatres Romains de Fourviere

São ruínas da época romana na cidade, com entrada gratuita. É uma verdadeira viagem no tempo, passei alguns momentos ali pensando em tudo que aquilo já deve ter presenciado, e também vendo os detalhes das colunas e da escrita. Sedia alguns eventos da cidade. Acessível de funicular. 

Um dos teatros romanos, que impressiona pelo tamanho e conservação. Setembro/2008.

Place des Terreaux

Praça onde ficam o Musée des Beaux-Arts e o Hôtel de Ville de Lyon. Abriga a belíssima Fontaine Bartholdi, que também projetou a Estátua da Liberdade de Nova Iorque.

Musée des Beaux-Arts

Museu de Belas Artes da cidade, com obras desde o Egito antigo até a Modernidade.


Hôtel de Ville de Lyon

O prédio possui uma arquitetura linda de se ver e hoje abriga a Prefeitura da cidade. Não há visitação.

Hôtel de Ville. Setembro/2008.

Vieux Lyon

É o centro antigo de Lyon e proporciona um verdadeiro passeio pela cidade, em ruas estreitas e passagens secretas. Cheia de pequenas lojinhas e restaurantes. 

Musee Miniature et Cinema

Museu com miniaturas sobre cinema, com efeitos especiais, figurino, recriação de ambientes.

Le Mur Des Canuts

Fica no bairro Croix Rousse, e é uma pintura 3D que retrata a vida dos moradores da região.

Museu da Resistência 

Abriga acervo da Segunda Guerra Mundial, contando a história do ponto de vista dos franceses.

Museum of Gallo-Roman Civilization

Situado na colina de Fourvière, o museu tem uma das mais ricas coleções arqueológicas da França, que contam a história da cidade desde a pré-história até o século VII.

Catedral de São João Batista

Construída no período de 1180 e1480 em estilo gótico, onde jaz os restos mortais de São Luiz IX. É famosa pelo relógio astronômico do século XVI.

Musée des Confluences

Fica bem no encontro dos Rios Rhône e Saône, e dizem que a vista do último andar é espetacular. Possui arquitetura contemporânea, abriga exposições científicas e antropológicas, permanentes e temporárias, reunindo o acervo do antigo Museu de História Natural de Lyon e parte do acervo do Museu Nacional de Artes Asiáticas.


Nossa experiência na cidade

Como dois brasileiros que viajam para a França só falando inglês, num país que odeia essa língua (rs) nós passamos por algumas situações peculiares, a ponto de garçons nos ignorarem por completo, até mesmo vendedores de água, que mesmo a gente apontando o que queríamos se faziam de desentendidos... Me lembro de um recepcionista de um restaurante italiano do Centre Commercial Part-Dieu nos ignorar por completo e eu bater pé porque queria comer massa naquele dia. Sentamos a contra gosto do senhor e ele enviou uma garçonete espanhola para nos atender. Ela foi ótima, mas o carinha.... Cruzes!!!! Espero que de 2008 até agora essa situação tenha melhorado. O máximo que a gente falava de francês era "Bonjour, monsieur, pardon, je ne parle pas français." e já emendava no inglês hahahaha Alguns preferiram arriscar-se no espanhol a falar inglês, acredita?

O Tram saía da universidade e me levava para descobrir a cidade para cima e para baixo. Setembro/2008.

Enquanto o Cleber ficava no Congresso, eu passeei sozinha pela cidade, sempre usando o Tram (o nosso VLT). O congresso me cedeu um passe de uma semana para andar pela cidade e a gente mesmo que passava na catraca. Fiz tudo a pé, numa época sem internet no celular e com um celularzinho que mal tirava foto, apenas para tirar foto do mapa do metrô que eu acabava de sair para não me perder na volta rs. Visitei as ruínas do teatro, a basília, a praça Bellecour, o centro da cidade (passando pela praça des Terreaux e apreciamos o exterior da Ópera, do Museu de Belas Artes e do Hotel de Ville). 

É engraçado que eu fiquei impressionada com o sistema de aluguel de bicicleta que só há pouco tempo o Rio copiou... Fora o sistema de Tram e ônibus, com placas no ponto de ônibus com os horários muitíssimos pontuais, sem atrasar um minuto sequer!

Em 2008 o aluguel de bicicletas de Lyon já dava de 10 a 0 nas bikes do Itaú do Rio...
A gente comia sempre em pequenos locais e a maioria não tinha cardápio com versão em inglês, assim a gente tinha que se virar e descobrir o que comer. Acabou que comi muito tartar de salmão hahahahaha. Numa das noites, jantamos a convite de congresso na Brasserie Georges e me senti uma verdadeira francesa, com tantos pratos e todos com pequenas porções, mas super saborosos. Só não vale dizer a cara que faziam quando eu pedia Coca-Cola no lugar do vinho que sempre sugeriam hahahaha.

No último dia, alugamos carro pela Hertz, saindo da Gare de Lyon Part-Dieu. No dia da retirada fui só, já que ele ainda estava no congresso. Foi engraçado, porque eu queria porque queria um Pegeout 206 que havia recém lançado e eles só tinha Corsa (mas não era o mesmo desenho do nosso). A gente só se comunicava por SMS (celular pré-pago hahahaha) e eu havia mandado mensagem de que chegaria de Corsa no hotel. Mas na hora de tirar, o cara do balcão queria me cobrar 40 euros a mais pelo aluguel do GPS porque entregaria em outra unidade. Preferi ir na FNAC ali perto e comprar um (que tenho até hoje, rosa, lindo!!) e trazer pro Brasil. Na volta, surpresa, o 206 estava lá me esperando!! Uhuuuuuuuu. Pior foi que eu mal sabia usar o GPS e nem liguei. Era minha primeira vez dirigindo no exterior, sozinha. E um carro a diesel, com um ronco no motor delicioso!! O carinha tinha falado, saia da garagem e dobre a esquerda, siga a principal que você chega no seu hotel. Saindo da garagem, um engarrafamento monstro e eu nervosa... saí pela direita! hahaha Ainda bem que minhas andanças pela cidade me ajudaram a me localizar e não me perdi!! E cheguei com meu 206 vermelho lindo lindo no hotel.

Por falar em hotel, nós ficamos hospedados no ETAP, que hoje é o Ibis Budget Lyon Gerland. Nós escolhemos este hotel por estar perto da universidade onde foi o congresso, por ter transporte perto e ser muito barato, já que a ideia era economizar para gastarmos na segunda etapa da viagem. 

Lyon foi uma ótima experiência e só de escrever esse post me deu vontade de voltar, já que Cleber mal viu a cidade e deixamos muita coisa para se fazer... 

Quer ver mais fotos de Lyon? Aperta o play no video =D.

Não se esqueça de curtir nosso canal =D

Leia mais: Lyon (Fr)TripadvisorViagem pelo mundo13 anos depois, Conexão Paris, Nós no mundo, Mari pelo mundo.

Nenhum comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Reserve seu hotel

Booking
Zarpo

Seguros de viagem

World Nomads Seguros de Viagem
Mondial Seguros
Corretora Real Seguro de Viagens

Passeios no seu destino

Viator

Aluguel de carro

Trem na Europa